sexta-feira, 31 de julho de 2009

Ai, dente do siso!

Olá!
Eu estou com muita dor por causa do meu dente do siso que está nascendo, e acabo mordendo minha bochecha por causa dele! Acabei procurando algumas coisas sobre o famoso dente do juizo, e resolvi compartilhar.

Esses textos, foram retirado do site Minha Vida.


"Todo mundo tem dente do siso.
Errado. Muita gente nasce sem. O que ocorria há algum tempo era a extração do dente assim que ele começava a nascer. "A extração era feita, principalmente, pelo medo das pessoas de ter problemas futuros", explica o especialista.


O dente do siso desalinha os outros dentes.
Correto. Quando não há espaço suficiente na boca para nascer, ele empurra os outros, comprometendo assim a mordida e prejudicando a estética.


O dente sempre precisa ser extraído.
Errado. Como salienta o especialista, o dente pode estar presente na boca sem prejuízos. "Se há espaço para ele nascer, sem comprometer o alinhamento dos outros dentes, não há necessidade de extrai-lo", completa Giuliano Cossolin.


Mesmo sem nascer, o dente do siso está sujeito a cáries.
Correto. Caso a gengiva inflame, há maiores possibilidades de bactérias penetrarem, facilitando o surgimento de cáries. Mesmo que o siso não tenha nascido, a cárie pode evoluir até destruir o dente. Nesses caso, o tratamento é feito com antibióticos até controlar a infecção e o dente poder ser extraído.


Quem extrai um dos dentes do siso, precisa extrair os outros.
Errado. A extração de um dente não influencia necessariamente na retirada de todos os outros. "O que não pode ocorrer é a extração do dente inferior direito, por exemplo, sem que ocorra a extração do superior direito. Quanto ao lado oposto, não há problema", salienta o cirurgião.


O dente do siso pode existir, mas não nascer.
Correto. O dente pode estar ali, mas isso não quer dizer que ele vá nascer. Para que ocorra sua erupção, é necessário que haja estimulação desde a infância, como a mastigação de alimentos que estimulem o uso do dente.O dente do siso é maior do que os outros dentes do fundoErrado. O dente do siso não segue um padrão: pode ter diversas raízes, ser pequeno ou grande, e também pode ter o formato da coroa (parte externa do dente) variado.


O dente do siso não é usado na mastigação
Errado. Quando o dente está presente na boca, ele é utilizado, como os demais do fundo na fase final da mastigação. Sua função é moer o alimento antes da deglutição.Mal posicionado, o siso afeta a mastigação, a fala e até a respiraçãoCorreto. Quando o dente está mal posicionado, a mastigação não é feita corretamente, prejudicando a digestão dos alimentos. A fala também sofre alterações, pois o dente irá afetar a movimentação da língua.


Se o dente do siso existe, é preciso esperar que ele nasça para descobrir se vai haver prejuízo na mordida.
Errado. Com acompanhamento por meio de radiografias, é possível saber se ele está nascendo com posicionamento ruim ou se não há espaço suficiente. "A radiografia permite a identificação de cáries e também se o dente irá atrapalhar futuramente em processos como falar e respirar", explica o cirurgião.

Dente do siso: porque incomoda tanto?

O dente do Siso, ou terceiro molar é um dente que se apresenta na boca a partir dos 18 anos de idade, e por isso é comumente conhecido como o dente do juízo . Alguns pacientes simplesmente não apresentam esses dentes, enquanto outros apresentam os quatro (superiores e inferiores esquerdos e direitos), em posição não muito privilegiada, necessitando de uma cirurgia para que eles sejam removidos.

Muitas das vezes os dentes do siso podem se apresentar tanto impactados quanto inclusos. Os dentes do siso são os últimos a se desenvolverem e podem apresentar-se em mau posicionamento na mandíbula devido a falta de espaço, principalmente os inferiores. Esses dentes são chamados de inclusos, pois são aqueles que estão numa posição horizontal e simplesmente não nascem. Os dentes impactados, como o próprio nome já diz, são dentes impedidos de nascer devido ao bloqueio do dente vizinho.

Quando o dente está cerca de 80% posicionado corretamente, pode se tentar a cirurgia que apenas remove o resto de gengiva que está sobre ele, permitindo a correta higiene e prevenindo inflamações. A mais comum, é a inflamação dos tecidos que circundam o dente do siso. Ela ocorre uma vez que o paciente morde a gengiva que está recobrindo parte do dente do siso e pela dificuldade de higienização local.

As dores são bem intensas e o tratamento muito complicado. Falando mais exatamente de estética, é importante salientar que a remoção do dente do siso colabora também para que os dentes da frente não comecem a entortar. Criar um novo espaço faz com que haja uma melhor acomodação dos dentes.

O mau posicionamento dos dentes do siso causam também um outro desconforto: o mau hálito. Isso ocorre pela dificuldade de higiene local ocasionada pelo acúmulo de alimentos dentro da gengiva e pela presença de bactérias que vivem apenas na ausência de oxigênio. Essas bactérias emitem gases com cheiro desagradável e se alimentam dos restos alimentares. Podem causar secreções em forma de pus que também colabora para o mau hálito.

A remoção dos dentes do siso é muito simples, se bem planejada. É importantíssima uma radiografia panorâmica para estudo do posicionamento correto do dente, a forma das raízes e a relação delas com os nervos adjacentes para facilitar o ato cirúrgico. Existe uma nova tecnologia em anestésicos que são muito potentes e causam anestesia total da região operada, durando muitas vezes mais que 6 horas. Esses novos anestésicos ainda apresentam substâncias que evitam o sangramento abundante, durante e após a cirurgia.

Esta tecnologia já foi implantada no consultório e é muito bem aceita pelos pacientes que usufruem dela. Deve se levar em consideração também que um paciente bem medicado antes, durante e após, colabora para o sucesso da cirurgia. Esses cuidados prévios, e as recomendações do Cirurgião Dentista, que devem sempre ser apresentadas por escrito, também colaboram para um pós-operatório excelente.

Dr. André Cervantes é dentista, especialista em odontologia estética, porcelanas, próteses e restaurações. "

2 comentários:

Magali disse...

Você também? Eu tô há 3 dias sofrendo com o siso de cima, esquerdo. =\ Uma dor infernal. Os de baixo nasceram sem problemas, esse chega a me dar dor de cabeça e mal consigo abrir a boca.

Daay, apaixonei na Marchetti. Testei os batons. *-*~~ E comprei um lápis de olho. Posto hoje ou amanhã no blog um psot só sobre ela, inclusive o pó. haha xD~~

Beijos.

Aline Bicudo disse...

Eu tb tive bastante dor, viu!
Os 2 inferiores não nasceram. Sempre ficava com a gengiva inchada, e nada!
Os de cima nasceram, mas tortinhos pra fora.

Resolvi tirar pq eu consegui ter cárie num dos sisos de cima! rá!
E tb tirei pq mais de um dentista recomendou.. Então tá, né!

Tirei os 4, em 4 cirurgias. Os dois inferiores estavam deitados, em direção aos da frente. Nunca iam nascer! kkkk

Nunca mais tive dores de cabeça!

Ô, maravilha! \o/